segunda-feira, dezembro 20, 2010

Conto de Natal

Sonhei que estava nos Restauradores a ver uma entrevista a Duarte Pio de Bragança, conduzido pela Clara de Sousa, e que decorria numas catacumbas. A jornalista dirigiu-se ao convidado pelo título monárquico ("Duque de Brangança, seja bem vindo..."), mas nem terminara a frase já o homem lançava fumos da bigodaça monumental, irritado por não o chamarem, simplesmente, Duarte. Clara retaliou dizendo que chamá-lo pelo título era tão normal como chamar um ministro de senhor Ministro. Ou Zé! Subiram-se tons de voz e ela chamou-lhe "grande salamandro" (seja lá o que isso for), momento em que a entrevista foi cortada pelos deuses da censura.
Eu quis mostrar à Susana o que tinha acontecido no meu Mac (um Mac, isto só podia ser um sonho), mas não encontrei o vídeo do insólito porque estava gravado na t-shirt que eu usara para correr no Cais do Sodré.

domingo, dezembro 12, 2010

terça-feira, novembro 23, 2010

De Profundis

Na altura não arriscou comprar dois packs de papel higiénico, pois a funcionária da loja garantira que o preço seria sempre económico. E onde guardaria tantos rolos? Regressou então a casa com uma agradável sensação, como a de quem descobriu um novo sítio na cidade para tomar chá. Depois vieram as intempéries, e a Beauty Store no fundo da lama, encerrada! E agora o papel higiénico a acabar!

domingo, novembro 07, 2010

same planet, different worlds

– "I wonder if he knows I exist... Should I call him? Maybe he doesn't know I exist? Well, maybe he does... I'll call him. No, wait! I'm not sure if he knows I exist... Dang!"

Simultaneously, in some other place...

– "You know, I think I really like vanilla."

sexta-feira, outubro 29, 2010

faltou esta.

video 
Mistakes (Tindersticks)

domingo, outubro 24, 2010

sábado, outubro 16, 2010

creative dog writing

"I sense the mailman's fear as he opened the gate. It was like a warm stench in the air – so thick you could cut it with a knife. Suddenly I felt myself growing dizzy – as if the fear was some powerful drug. The entire yard began reeling. And then I heard his soft, plump calves begin calling to me: Zeeeeek... Zeeeeek..., bite us, Zeeeeek... biiiiite uuuuusss..."
(by Zeek)

domingo, outubro 03, 2010

Today he was strucked down by more thoughts on departure

He remembered his fingers slowly diving across curly hair, as both bodies made the most out of a small matress on the floor. Love was there to tie them through dawn's early light. For the first time love took form and a scent.

sábado, setembro 18, 2010

quarta-feira, setembro 15, 2010

gajo das bandas filarmónicas

Um indivíduo que deteste, que de facto abomine bandas filarmónicas, aborrecido com aqueles Domingos de arraial que encerram com "Don't Cry For Me Argentina" ao trompete, e que trabalha para uma promotora de eventos que, por ventura, está a organizar um festival de bandas filarmónicas, esse indivíduo não se deve sentir bem consigo próprio a acartar cadeiras de plástico debaixo de 40ºC.

terça-feira, junho 01, 2010

take care

Arrancaram-lhe a flor do peito à dentada. Privaram-lhe das pétalas e do cheiro inebriante da manhã. A flor que era a mais bonita, à deriva pela vida sem luz... Mas ele deixou passar os cães danados, e olhou em diante, seguiu caminho! E enquanto houvesse Mahler, enquanto houvesse finais felizes dos dias descritos em cartas por enviar, ficaria a alma assim nesta aparente paz.

terça-feira, maio 25, 2010

Horácio

O que mais lhe chocou na morte de Horácio não foi a morte em si, aquele súbito separar dos átomos por nenhum motivo em especial, mas a dor de perda que a sua filha mais velha escoou pelos traços vincados do rosto. Mulher condenada a ser infeliz, e num momento como este teve de ser amparada.

Há que amparar e cuidar dos vivos. Manter amigos próximo. Repetir palavras nunca sussurradas ao ouvido numa praia junto à serra e sentir saudade desses instantes sonhados numa paragem de autocarro.

sexta-feira, abril 02, 2010

terça-feira, março 30, 2010

in the garden

Guiado pela luz fusca que emanava do jardim, no rasto daquele que já fora seu amor (e primeiro na verdade), entre flores a brilhar intermitentes no escuro como pirilampos, e os dedos da mão fechada como se estivessem entrelaçados nos dedos de alguém caíram, questionou-se sobre o motivo dos pirilampos morrerem tão jovens.
Não haveria outras histórias nem silêncios partilhados. Beberia daquela névoa luminosa tentando libertar-se de toda a mágoa. Atravessou as cortinas que esvoaçavam à saída do jardim e foi engolido pela luz do dia.

sábado, março 20, 2010

hiperligação

No tempo da Inquisição, um cavalo foi condenado à fogueira porque uns cavalheiros concluíram que o bicho atirara no pleno usufruto da consciência um jovem cavaleiro para a morte.

quarta-feira, março 03, 2010

Little stars

Volvidos tantos anos, foi então que aprendeu a maneira mais correcta e também mais eficaz de dobrar uma caixa de cereais.

quinta-feira, fevereiro 18, 2010

revolution action

Um devia chamar-se "José", talvez do Barreiro. O outro era mais novo, "Nuno", vou apostar Massamá norte. O José ligava insistente ao Nuno junto à fonte que ia servir de palco ao encontro. Mas o Nuno mantinha-se afastado, suspirando profundo, confuso, antecipando outro encontro falhado. Ele achava o Zé pouco parecido com as fotos que o ilustravam no msn, e o José, embora menos ralado com isso, pensaria o mesmo sobre o jovem acompanhante.
As longas noites a sonharem acordados, as despedidas demoradas ao telemóvel, tudo aquilo que até então fizeram tombou sobre a calçada como a chuva bem caída nesse dia. Mas era tarde para recuar. O José topou o Nuno junto à paragem do autocarro, acenaram-se com um sorriso tímido. Ao café, pronto!

Momentos antes, acertados os pormenores do encontro, afastaram-se do computador. Foram retocar o cabelo, vestir algo mais pomposo, encharcar perfume barato. E até estavam com outra atitude, certos de que aquele rendezvous, ao contrário de todos os outros, poderia mudar as vidas falhadas que até então levaram.

terça-feira, fevereiro 16, 2010

Muitos KWh poupados

OK, é o seguinte: tudo nela era o estereótipo da gym freak dos anos 80: longos cabelos ondulados presos pela bandana, leotard lilás, collants com polainas... Algo de lembrar o elenco de Flashdance.
Saltitando de máquina em máquina, ocupava-se do treino até que de repente a rádio do ginásio passou uma música que ponha aquela Ágata do Pinhal Novo em pele de galinha. E ela tinha de saber quem era a cantora, porque na verdade só lá ia exercitar para ouvi-la! Marchou decidida até à recepção a fim de esclarecer tudo.
A princípio parecia uma música de alguma princesa da Pop. Mas eis que, para surpresa geral, era Alanis Morissete. E assim partiu elucidada a rapariga cujas nalgas robustas subiam e desciam cada vez mais pequenas à vista.

sexta-feira, fevereiro 12, 2010

sábado, janeiro 30, 2010

princesas

Há certas senhoras de meia idade, da classe baixa, que levaram anos a magicar a sua vida transformada num conto de fadas. Dessas que preferem sacos das Princesas da Disney a malas para levar a trouxa no autocarro. Toda a gente o faz a certo ponto. Mas o sonho destas desditosas mergulhou pelo esgoto fora quando um Saraiva qualquer lhes esposou, anulando-lhes para sempre uma vida farta em comodidades. Senhoras cujas únicas peças valiosas serão um anel em ouro e a armação dos óculos Yves Saint-Laurent.

segunda-feira, janeiro 25, 2010

I never

Ele tinha o essencial. Respeito, bom emprego, vida cómoda. Era um alguém. E alguém na vida de alguém. Mas ele mandou essa vida dar uma volta. Agora é um ninguém.

quinta-feira, janeiro 21, 2010

mais informações

Quando era miúdo teve um dente cravado no céu da boca que ajudava a triturar o bolo alimentar. Hoje faz abdominais.